nódulos pulmonares

5 exemplos de nódulos pulmonares

Existem dois tipos de crescimentos no pulmão conhecidos por nódulos pulmonares: benignos ou malignos. As causas podem incluir infecções e doenças não infecciosas.

Confira neste artigo algumas informações esclarecedoras sobre o assunto e exemplos.

O que são nódulos pulmonares?

Um nódulo pulmonar é um pequeno tumor redondo ou ovalado no pulmão.

Também conhecido como “mancha no pulmão” ou “lesão em moeda” porque costuma ter menos de três centímetros de diâmetro.

Por outro lado, se o crescimento for maior do que isso, chamamos de massa pulmonar e é mais provável que represente um câncer do que um nódulo.

Quão comuns são os nódulos pulmonares?

Inúmeros nódulos são descobertos a cada ano durante radiografias de tórax ou tomografias computadorizadas. Dentre eles, a maioria não representa um câncer (chamados de benignos).

Esses nódulos comumente estão em até metade de todas as tomografias computadorizadas de pulmão feitas.

Isso evidenciar, então, como os nódulos são comuns – em geral benignos.

Além disso, os nódulos pulmonares malignos incluem fatores de risco para histórico de tabagismo e idade avançada.

O que causa?

Existem dois tipos principais: malignos (cancerosos) e benignos (não cancerosos). Mais de 90% dos nódulos menores que dois centímetros de diâmetro são benignos.

Os nódulos benignos podem ter uma ampla variedade de causas. Muitos são o resultado de inflamação no pulmão como resultado de uma infecção ou doença que produz inflamação no corpo.

Além disso, o nódulo pode representar um processo ativo ou resultar da formação de tecido relacionado à inflamação prévia. Lesões benignas de desenvolvimento também podem aparecer como nódulos.

Infecções – a maioria das infecções que aparecem como nódulos  são relativamente indolentes e frequentemente não ativas.

A inflamação relacionada a infecções frequentemente forma o que é denominado granuloma. Um granuloma é um pequeno aglomerado de células que se forma quando o tecido pulmonar fica inflamado.

Assim, os granulomas se formam quando o sistema imunológico isola substâncias que considera estranhas. Na maioria das vezes, ocorrem nos pulmões, mas também podem se formar em outras partes do corpo.

Exemplos mais comuns de tumores benignos do pulmão

1.    Os hamartomas

Tipo mais comum de tumor pulmonar benigno e uma das causas mais comum de nódulos solitários.

Esses tumores firmes são constituídos por tecido do revestimento do pulmão e também por gordura e cartilagem.

2.    Os adenomas brônquicos

Os adenomas são um grupo diversificado de tumores que surgem das glândulas mucosas e dutos da traqueia ou das grandes vias aéreas do pulmão.

Neoplasias raras podem incluir condromas, fibromas ou lipomas – também tumores benignos constituídos por tecido conjuntivo ou tecido adiposo.

Exemplos mais comuns de tumores malignos do pulmão

3.    Câncer de pulmão

O câncer de pulmão é umas das principais causa de morte por câncer em todo o mundo.

Pessoas que fumam correm o maior risco de desenvolvê-lo, embora também possa ocorrer em pessoas que nunca fumaram.

4.    Linfoma

O linfoma é um câncer que começa nas células do sistema imunológico que lutam contra infecções, os chamados linfócitos.

Essas células estão nos gânglios linfáticos, baço, timo, medula óssea e outras partes do corpo. Quando você tem linfoma, os linfócitos mudam e crescem fora de controle.

5.    Carcinoide

Os tumores carcinoides são um tipo de câncer de crescimento lento que pode surgir em vários locais do corpo.

Eles são um subconjunto de tumores chamados neuroendócrinos e geralmente começam no trato digestivo (estômago, apêndice, intestino delgado, cólon, reto) ou nos pulmões.

Os tumores carcinoides geralmente não causam sinais e sintomas até o final da doença.

Quais são os sintomas dos nódulos pulmonares?

Geralmente não há sintomas associados a nódulos pulmonares.

Se presentes, os sintomas são relacionados à condição que levou ao desenvolvimento do nódulo.

Por exemplo, se o nódulo for de um câncer de pulmão, o paciente geralmente não apresenta sintomas, mas pode ter uma nova tosse ou tosse com sangue.

Assim, muitas vezes o paciente não sabe que tem um nódulo pulmonar até que uma radiografia de tórax ou uma tomografia computadorizada (TC) dos pulmões seja realizada.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em cirurgia torácica em Belo Horizonte!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp