câncer de pulmão detecção precoce

Câncer de pulmão: a importância da detecção precoce

O câncer de pulmão é um tumor agressivo que possui uma grande capacidade invasora. Assim, pode atingir outros órgãos fundamentais para a saúde, como  cérebro, fígado, ossos e coração. É o segundo tipo de tumor maligno mais comum no Brasil, abrangendo cerca de 13% de todos os casos de novos cânceres. 

Além do grande número de casos, essa doença matou 29.354 pessoas no país em 2020. O que faz com que esse numero seja alto é o fato de que a maioria dos cânceres de pulmão são diagnosticados em estágios já bem avançados. 

Mas qual a relação entre o diagnóstico precoce do câncer de pulmão e a taxa de mortalidade dessa doença? Assim, continue a leitura e explicaremos. 

A importância da detecção precoce no tratamento do câncer

Quando falamos em câncer, a detecção precoce desempenha um papel fundamental no sucesso do tratamento. Nesse sentido, o diagnóstico é considerado precoce quando o câncer é identificado em seus estágios iniciais. 

E como isso é feito? Todo câncer, quando detectado, passa por um processo de estadiamento. Essa etapa faz parte dos procedimentos de diagnóstico. Assim, ela é realizada para entender exatamente em qual momento da doença o paciente se encontra. 

Assim, com o estadiamento, o médico conhece aspectos do câncer, como localização, se disseminou, e se está afetando as funções de outros órgãos do corpo. Esse processo é fundamental para prever o prognóstico e definir a melhor estratégia de tratamento. 

O estadiamento é segmentado em níveis de I a IV, sendo o I o tipo mais brando da doença, e o IV o mais agressivo. A importância da detecção precoce está no fato de que todo câncer começa no nível I, que é o momento em que se encontra em suas fases iniciais e ainda não se desenvolveu o bastante para causar danos severos ao organismo. No entanto, com o passar do tempo esse tumor se desenvolve, até chegar ao nível IV, quando é bem mais difícil de ser tratado, além de ser bem mais doloroso para o paciente.

Em outras palavras, quanto mais tempo o câncer tem para se desenvolver, piores são as perspectivas para o paciente. 

Como detectar o câncer de pulmão precocemente?

Quando o câncer de pulmão é diagnosticado em estágios mais avançados, o paciente tem, em média, apenas 18% de chance de sobrevivência, contra 56% se diagnosticado nos estágios iniciais. No entanto, em fases muito iniciais, como o estádio I, a sobrevivência pode chegar em até 95%. A diferença é bem grande. Por isso, é importante estar atento aos sinais e sempre buscar ajuda médica quando necessário. 

Assim, a detecção pode ser feita por meio da investigação com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença. Os sinais para se ficar atento são:

  1. Tosse constante;
  2. Fadiga excessiva;
  3. Dor no peito e ossos;
  4. Infecções respiratórias frequentes;
  5. Perda abrupta de peso. 

Acompanhamento e grupos de risco

Pessoas que pertencem aos grupos de risco devem realizado o acompanhamento frequente para rastreamento da doença. Atualmente, as recomendações para rastreamento de câncer de pulmão se aplicam para pessoas com:

  1.  Idade entre 50 e 80 anos;
  2. Carga tabagica superior a 20 anos.maço (esse cálculo é feito multiplicando o número de anos fumando pela quantidade de maços por dia. Por exemplo 1 maço por dia durante 30 anos é igual a 30 anos.maço; 2 maços por dia durante 25 anos é igual a 50 anos.maço)
  3.  tabagismo ativo ou que tenham parado há menos de 15 anos

Para pessoas que atendem esses critérios, basta procurar um médico especializado e fazer, a principio, uma tomografia anual. Para pessoas que não atendem os critérios, mas podem ter outros fatores de risco (colocaria os itens cortados 1,4,5 acima) a estratégia deve ser individual com seu médico.

Assim, manter os exames de rotina em dia em caso de risco para o câncer de pulmão e buscar ajuda médica ao apresentar os sintomas citado são fundamentais para que o diagnóstico seja realizada de forma precoce e para que o paciente tenha melhores chances de tratamento.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em cirurgia torácica em Belo Horizonte!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp