Hiperidrose

Hiperidrose: quando o suor excessivo é um problema?

A Hiperidrose é caracterizada como suor excessivo. No entanto, suar é natural. Esse é o mecanismo que o nosso corpo possui para resfriar o nosso corpo. Assim, mantém a temperatura ideal para o nosso organismo desempenhar todas as milhares de funções que necessita para manter-se vivo e saudável. 

Assim, é normal suar. Todo mundo transpira, especialmente em dias muito quentes, quando estamos realizando alguma atividade física, ou até em momentos estressantes. O problema é quando esse suor ocorre de forma incontrolável e sem nenhuma relação com estímulos externos. 

Nesses casos, ocorre o que chamamos de hiperidrose. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura!

O que é hiperidrose?

A hiperidrose é uma condição clínica caracterizada pela sudorese constante e excessiva. O problema afeta cerca de 10% dos brasileiros, entre homens e mulheres, e pode surgir em qualquer faixa etária.

No caso da hiperidrose, o suor excessivo não é provocado unicamente por estímulos externos como o calor do ambiente ou a movimentação do corpo. Em pessoas com esse problema, as gotas de suor aparecem mesmo quando estão em repouso. Ou mesmo quando estão fazendo atividades que normalmente não provocam a transpiração, ou em dias com temperaturas amenas. 

É uma condição que causa desconforto e constrangimento social. Isso porque que o suor pode em excesso pode provocar odores desagradáveis e até aparecer na roupa, expondo o indivíduo ao embaraço. 

O que causa a hiperidrose?

Podemos dividir a hiperidrose em dois tipos, de acordo com as causas. 

A hiperidrose primária tem causas genéticas, ou seja, a pessoa nasce com a condição. Nesse tipo a transpiração costuma ocorrer em momentos de estresse e de grande impacto emocional. Nesse tipo é possível realizar tratamentos para reverter o problema de forma efetiva.

Já a hiperidrose secundária é aquela que aparece em decorrência de outras condições. Elas podem ser o diabetes, obesidade, alterações hormonais e problemas cardíacos. Em outras palavras, é um sintoma de uma outra doença. Assim, é preciso entender a raiz do problema para que o tratamento seja eficaz, já que tratar apenas um sintoma não trará resultados satisfatórios a longo prazo. 

Eu transpiro muito. Devo me preocupar?

A hiperidrose tem tratamento, principalmente se for do tipo primário. 

Assim, se você vem sofrendo com o suor excessivo, principalmente nas extremidades, procure um médico. Por meio de uma avaliação clínica e exames complementares, o médico poderá fazer o diagnóstico correto e indicar o tratamento adequado para o seu caso. 

No caso da hiperidrose primária o tratamento pode variar entre medicação, para casos mais leves, e cirurgia para casos mais severos. Já para a secundária, o tratamento da doença que causa esse sintoma é o melhor caminho. 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em cirurgia torácica em Belo Horizonte!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp