nódulo no pulmão

Todo nódulo no pulmão pode significar a presença de uma doença?

É bastante comum que, ao serem informados pelo médico sobre a existência de um nódulo no pulmão, os pacientes entrem em estado de pânico, uma vez que muitos deles já associam automaticamente este problema a um câncer.

Isso, contudo, pode ser um grande equívoco, pois a verdade é que o nódulo pulmonar pode ter diversos significados que, na maioria das vezes, não indicam a presença de um tumor maligno.

Normalmente, esses nódulos são benignos (não colocam a vida de ninguém em risco), principalmente quando apresentam um tamanho inferior a 30 mm.

No entanto, mesmo que em casos menos comuns, a presença de um nódulo pode, sim, ser um sinal precoce de uma doença, como o câncer de pulmão ou o câncer em outro local do corpo.

Portanto, para não dar espaço à falta de informação ou a conclusões precipitadas, veja abaixo tudo o que você precisa saber sobre nódulos pulmonares.

O que é nódulo pulmonar?

Nódulo pulmonar pode ser definido, basicamente, como uma lesão circular ou uma espécie de massa que possui cerca de 3 cm de diâmetro e se localiza em um dos pulmões. 

Ele pode ser visualizado em uma radiografia simples ou por uma tomografia. Nas imagens, aparece como uma mancha branca de forma arredondada e meio opaca.

Apesar de possuir quase sempre a mesma aparência, esse nódulo pode significar diferentes coisas, como:

  • Lesões benignas;
  • Lesões malignas (câncer);
  • Nódulos metastáticos;
  • Nódulos indeterminados.

O que pode causar um nódulo?

As causas dos nódulos pulmonares variam conforme o que cada um deles significa.

Os nódulos benignos, por exemplo, costumam ser resultado de cicatrizes no pulmão provocadas por outras infecções, como pneumonia, bronquite ou tuberculose.

Já os malignos são normalmente causados pelo tabagismo, pelo contato recorrente com a fumaça do cigarro (fumantes passivos) e também por outras causas comuns de câncer de pulmão.

Os metastáticos, por sua vez, têm seu surgimento relacionado à existência de tumores em outras áreas do organismo, fator que configura uma metástase.

Podem aparecer, ainda, os nódulos indeterminados, que surgem por razões desconhecidas ou não identificadas e geralmente são benignos.

Quais são os sintomas?

Raramente os nódulos pulmonares apresentam sintomas, até mesmo quando são malignos. Por esse motivo, é comum que eles fiquem anos sem serem descobertos.

No entanto, quando são sintomáticos, eles costumam causar dor no peito, sensação de falta de ar, dificuldade para respirar e um cansaço excessivo, podendo ser facilmente confundidos com qualquer outra doença respiratória.

Como tratar o nódulo no pulmão?

O tratamento do nódulo pulmonar varia de acordo com seu tipo e tamanho. Uma vez identificado em um exame de rotina, recomenda-se procurar um pneumologista para que ele possa dizer se há necessidade ou não de tratamento.

Isso porque, como geralmente se tratam de tumores benignos, não é recomendado nenhum tratamento, apenas uma avaliação anual por raio x, para garantir que o nódulo não esteja aumentando de tamanho e nem alterando suas características.

Já no caso de suspeita de nódulos malignos, o pneumologista tende a recomendar a realização de uma pequena cirurgia, onde é feita a remoção de um pedaço do nódulo, que é posteriormente levado para análise em um laboratório de forma a confirmar a presença de células cancerígenas.

Dessa maneira, se o nódulo no pulmão for realmente maligno, será necessário a realização de uma cirurgia maior para removê-lo por completo.


Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho em cirurgia torácica em Belo Horizonte!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp